Buck Angel
Murray Bartlett
Colby Keller
O coelho de 1998
Lufe Steffen
Anunciando o prêmio
Explicando o prêmio numa abertura
Kaka Di Polly
Claudia Wonder
Mostrar Mais

Desde 1998, o festivalmixbrasil tem um prêmio especial, o 'Troféu Ida Feldman'. Na primeira edição, eu mesma ganhei, pelo conjunto da minha obra que era levar pessoas ao Festival, incitar amigos a fazer vídeos, trazer público tanto pro site #MixBrasil como pro Festival, me auto-promover nesses dois canais e falar muito dos vídeos que eu fazia.

Eu sou uma das únicas pessoas vivas que tem um prêmio com o meu nome por 20 anos.

Nesse mesmo ano fiz um vídeo chamado "O Banheiro de Ida Feldman", onde mais de 32 pessoas faziam de tudo no meu banheiro. O filme também fez parte do prêmio ;)

Nos anos seguintes, Andre Fischer e João Federici (e em alguns anos a Suzy Capó) se reuniam comigo a cada fim de Festival para ver quem tinha tido o mesmo entusiasmo que eu.

Muitas pessoas ganharam desde então: o bonitão Eliad Cohen, da dupla Arisa, levou o prêmio pra Israel, o produtor do Criolo, Tino Monetti venceu na categoria, Luffe Steffen, diretor do filme São Paulo em Hi-Fi já foi homenageado, a mulher trans Claudia Wonder, a drag Tchaka, a ex-prostituta francesa Claudette Plumey,  Kaka Di Polli e Marco Urizzi entre outros levaram o Coelho pra casa. Em 2017 quem levou pra casa o #coelhodeprata foi a #todaboa Maria Clara Spinelli. Também, nos últimos anos, Colby Keller ganhou seu prêmio durante uma de suas viagens onde faz filmes pornôs por todo os Estados Unidos, o homem trans Buck Angel e o ator Murray Bartlett, o Tom da #serie gay Looking, da hbo.

Quem será que leva ele esse ano?

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now